Feeds:
Artigos
Comentários

Cortesia de Moura Ferreira

Fragmentos do Lusitânia?WP_20150523_005 WP_20150523_007 WP_20150523_003

Books

9137863_orig 9997738_orig 8313302_orig

11210479_829644580457965_6156478630290464676_n

Book

461015181_1x

Vê-se parte da reprodução do hidroavião

clip_image01611 clip_image2001 clip_image20211 clip_image20411

Inédito

1655954_10202708265690616_2052118019_nA caravela não foi só portugueza; Havia-as tambem espanholas e italianas. Nas nossas chrónicas fala-se frequentes vezes das caravelas de Portugal e do Algarve como se fala de caravelas na História de Espanha. Por outro lado, nas costas da Berbérie, os mouros usavam o casabo, julgado pelos arqueólogos um barco idêntico à caravela. Azurara chama caravelas a certas embarcações usadas pelos mouros de Ceuta.”

23104_28115A visibilidade que fora dada, pelos norte-americanos, a Diogo Cão e aos Corte-Reaes merece-lhe reparo por omissão de detalhes nas legendas das inscrições de Yelala e de Dighton e o facto de não existir qualquer citação das mesmas, no Guia Oficial da Exposição.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 544 outros seguidores